sexta-feira , dezembro 6 2019
Início / Notícias / PARALISAÇÃO DOS SERVIDORES PRESSIONA GOVERNO DO ESTADO

PARALISAÇÃO DOS SERVIDORES PRESSIONA GOVERNO DO ESTADO

Após mobilização dos servidores do Estado de Minas Gerais, que cruzaram os braços na segunda-feira (03/09), o Governo de Minas terminou de quitar, nesta terça-feira(04/09), a terceira parcela do salário referente a julho. De acordo com matéria publicada no portal G1, o pagamento dos aposentados estavam programados para a tarde de ontem.

(foto: Divulgação)

Ainda na reportagem, a Secretaria de Estado da Fazenda (SEF) informou que o atraso foi devido à déficits financeiros acumulados e, consequentemente, por uma questão de fluxo de caixa do Tesouro Estadual.

O SINDSEMA, em conjunto o SINFFAZFISCO E SINDPUBLICOS, convocou os servidores para a paralisação, após anúncio do Governo sobre atraso da terceira parcela dos salários. A decisão foi tomada em AGE da categoria.

Nesta segunda-feira, os servidores paralisaram as atividades fora do local de trabalho e se uniram em manifestação na Cidade Administrativa para exigir o pagamento da terceira parcela do salário de julho.

De acordo com a Diretora do Interior do Sindsema, Renata Fabiane Alves, no interior do estado, as regionais do Sul de Minas, Triângulo Mineiro e Alto do São Francisco também aderiram à paralisação. Outras regionais tiveram adesão parcial dos servidores. Para ela, a paralisação é o modo de tornar visível as reivindicações e “mostrar para a sociedade que ela precisa desse serviço”.

A SEF informou também a criação uma comissão para fiscalizar e acompanhar os dados fiscais do Estado e as saídas dos recursos. Esta comissão é formada por representantes do governo e de sindicatos dos servidores de Minas Gerais. Representantes do Sindsema fazem parte dessa comissão.

Sobre Sindsema

Veja também

Palestra Plantar: Planejando o futuro e inteligência financeira

Com Samuel Alves Barbi Costa – gerente de Informações Econômicas – Arsae – MG. 23/09 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *